são phelizes?

Loading...

viernes, 8 de febrero de 2013

SUBMERSOS EM TITANICS ENDIVIDADOS OS ICEBERGS DO REGIME GEMEM AI AGUENTA AGUENTA MAS VÃO-SE AO FUNDO SÓ OS TITANIC'S ENDIVIDADOS FLUTUAM FICA CARO DEIXÁ-LOS A FUNDAR OU MESMO AFUNDAR AFUNDAÇÕES OU AFUNDA NAÇÕES OU MAÇÕES UMA COUSA DESSAS


E a república Aguenta Aguenta parte três- Sim Aguenta, mas não por isso mas mais por aquilo, ou a quilo pois como diz na P.A.C-Não preciso de uma república, ou de uma ditadura republicana para contar-me via instituto nacional de estatística.
Pelo meu trabalho de con tá abalizado agriculamente, sei que todos os dias estão a ser alugadas velhas fábulas para adultos com títulos bizarros segundo a minha mente ordeira mo diz , como "Abracuabra ó velha república", "O meu irmão de avental gosta de cacete da loja" e
 "Posso comer o teu rabo, marido? uma fábula não tão fabulosa em tempos de republicana crise pois canibal tem hora quando o estômago dá horas".

Há sempre gente que paga e há sempre gente que recebe é uma daquelas máximas que a todos minimizam ou uma das mínimas que tudo maximiza ou uma mediana que se faz moda

E vamos todos morrer, excepto as bactérias que são eternas nas suas divisões e não sabemos quando, excepto se formos suicidas de sucesso.

Por estas razões se tivermos grana para o fazer, podemos apostar em viver em velocidade cruzeiro ou vertiginosa, senão teremos de andar a passo de caracol a mendigar migalhas da mesa da terra que é assaz venenosa.

A mulher tinha optado porque podia fazê-lo, ou seja era das felizardas que podia optar, ai podia podia, por viver a mil à hora, ou seja era do jet-set, pois a maralha mesmo com tunning raramente ultrapassa os 200 à hora claro, e assim a mulher dos mil à hora ia fazendo tantas coisas ao mesmo tempo que ninguém a acompanhava, nem o Ambrósio o seu motorista e vibrador de 2ªclasse.

Sentia-se, evidentemente, sozinha, pois a república ou a monarquia são sempre solitárias e a ditadura idem, já a ditamole geralente arranja compagnons de route. Não era para menos, de resto não era para mais, era assim e pronto.

Mantinha a versão ou a aversão de ter de viver uma vida vazia muito cheia e com significado oculto ou mesmo culto. Mesmo que fosse sozinha sabe-se lá aonde ia sempre acompanhada de si própria, o que já não é mau.

Apesar de tudo, tudo a pesar nela, fosse ela república, ou monarquia ou ditadura muito ou pouco dura, ela perdurava no tempo o que era bom apesar de tudo e de todos os nadas em que nadava.

Fosse o tudo o que fosse, ou o que fosse o tudo na fossa, tudo fossado nas guerras do nada.

Ela estava na vida, ou na semi-vida, ou mesmo morta na vida ou morta-viva, ou mesmo num limbo qualquer e a vida ou a morte iria reconhecê-la na altura devida ou demorte por seu desnorte, um dia, um mês, um ano, uma vida, pois claro, como não, ou não como? Claro, pois.


A mulher passou dos oitenta, chegou aos 100 teve centenário e vai indo para os 103.

Sozinha, numa casa silenciosa a que uns chamam pátria, outros mátria, outros estado, outros vivenda da velha que nunca foi nova, a vida ou o que passa por vida,entrou-lhe pela janela porque não, se a vida sai por buracos e fendas minúsculas, porque não poderá entrar por janelas, ou mesmo portas, fechadas ou abertas, se sai também entra é lógico e não lhe sorriu.

Quando a encontraram, quem não sabemos pois sozinha vivia, mas aparentemente quem só vive sempre encontra alguém mesmo depois de morta, ou morta-viva ou uma coisa assim, enfim a tal velha reencontrada ou encontrada aos 103 tinha uma fotografia de uma criança na mão, ou de uma mão numa criança, ou não.

Até hoje e até ontem também, ninguém sabe nem sabia quem era a criança ou se havia criança na fotografia.
 Ela também não, se ela era a criança, ou se a criança era ela, se ela estava morta, viva, viva-morta ou semi-viva, obviamente não o sabia, era ela democracia, república, ditadura, elitocracia, matripatria ou outra fratria ela não o sabia, viva ou morta NUNCA O SABIA OU SABERIA, POIS ela também não sabia se existia ou não.

A con tece tal como as aranhas, excepto tarântulas e muitos aracnídeos como os ácaros

É uma república de Platão sem SócrAtes ou uma república de ácaros per krippahl?

Provavelmente nem uma nem outra, ou se calhar as duas...

lunes, 19 de diciembre de 2011

DA HONESTIDADE POLÍTICA DESONESTA- PARECE MAL DICIR LAS BERDADES

EMBORA NÃO SE POSSA DEFINIR A HONESTIDADE POLÍTICA UM CON CEITO UTÓPICO

TODO O MUNDO QUER UM POLÍTICO HONESTO

NINGUÉM QUER É QUE ELE VOMITE VERDADES POIS PARECE MAL

A VERDADE ESTÁ RELACIONADA COM A MAIOR PARTE DAS FATALIDADES E FRAQUEZAS HUMANAS

PARECE MAL UM POLÍTICO DIZER VERDADES HUMANIZA-SE DEMAIS O COISO

PORQUE A VERDADE É COMO UM SOL NEGRO QUE NOS SUGA A VIDA

MENTIRINHAS ESPERANÇOSAS É O IDEAL

"PARA O ANO VAMOS IMPORTAR 2 MILHÕES DE PUTOS UCRANIANOS

E VAMOS PRECISAR DE 200 MIL PROFESSORES E DE 150 MIL AUXILIARRES

ISTO É QUE É UMA MENSONGEM DE UM BOM POLÍTICO

UM POLÍTICO VERDADEIRO CRIA 150 MIL EMPREGOS POR HORA PELO MENOS

AGORA MANDAR O PESSOAL PARA ANGOLA NO INVERNO

AINDA SE DISSESSE QUE IA ENVIAR 100 MIL EMBAIXADORES DA BOA VONTADE

PODIA SER QUE PEGASSE

miércoles, 21 de septiembre de 2011

HIDRAS EM ILHAS MARAVILHAS MAS SEM NAVALHAS NEM METRALHAS CANALHAS

P3 ILHÉU AO FUNDO

COM JARDIM NO MEIO

ALL BERTO IMUNDO

JAVALI MAU E FEIO

JOÃO JARDIM ALHEIO

CON O ILHÉU CHEIO

EN JARDIN EU CREIO

FOI OBRA IMENSA

CRIAR A CRENÇA

IN JARDIN WE TRUST

TRUST'S D'EMBUSTE

DE SÔ ARES O BUST

PORCINO PERFIL

DE ABRIL

BOCHECHUDO MADEIRENSE SENHOR E REI DAS ILHAS MARAVILHAS

SÔ ARES ALL FACINHA FACÍNORA FEITO DE IMENSO PEITO

ONDE AJEITO

MONUMENTAL METAL

MASSACRE DE MEDALHAS IN PEITO PERFEITO

DE PAVÃO IMENSO

IMERSO IN IN CENSO

PÓ PULAR

E QUEM NÃO PULA É FASCISTA COMUNISTA MAU DE VISTA

IRMÃOS DE PÉTREAS JANGADAS ANCORADAS

EM OCEANOS DE DÍVIDAS ENDIVIDADAS

EN DÍVIDAS NUM SÃO ENDIVIAS NIN CHARAMOLAS

DEMENTES GRAÇOLAS

SEM GRAÇA

QUEM RI DA DESGRAÇA

ALHEIA

É MARALHA FEIA

E BAÇA

E O MUSEU DA BALEIA DO AL BERTO JÃO

CUSTOU SÓ SETE VEZES E MEIA O CUSTO DA MAQUETE

ONZE MILENAS E MEIA DE NOTAS DE MIL

INFELIZMENTE SÓ HAVIA DE QUINHENTOLAS

(É O CUSTO DOS CÂMBIOS)

martes, 21 de junio de 2011

DEUS ESCREVE DIREITO POR LINHAS TORTAS

RESUMINDO ATÉ DEUS TEM UM BLOGUE

ATÉ DEUS ANDOU EM DIREITO

RESUMINDO DEUS DEVE SER PORTUGUÊS

COMO TODO OS BOM ADVOGADO NO DESEMPREGO

TEVE DE IR PARA O DESERTO ESCREVER UMAS QUANTAS LEIS

A FALTA DE PAPEL PARA COMPRAR PEDRA SÓ DEU PARA X Mandamentos

E UNS QUANTOS LIVROS DE LEIS EM EDIÇÕES MUITO CONFUSAS

O APOCALIPSE CHEGA NUMA DESTAS SEMANAS

OS QUATRO CAVALEIROS VÃO ESTAR EM GREVE

OS MORTOS NEM POR ISSO

NÃO SE PODE TER TUDO

sábado, 29 de enero de 2011

BLACK SABBATH THE GRAPES OF WRATH -NAS VINHAS QUE A IRA GERA

sabbath 29 de enero de 2011

A DEMOCRACIA DA FOME

NA FOME SOMOS TODOS IGUAIS

NA FOME TEMOS APENAS INSTINTOS E NÃO RAZÕES

NA FOME VIVE-SE COM A MESMA FACILIDADE COM QUE SE MORRE

POR VEZES TEM-SE FOME DE LIBERDADE

MAS ESSA É UMA FOME QUE NUNCA É SACIADA

NA LIBERDADE NÃO HÁ LEIS NEM AMOS

A LIBERDADE SÓ EXISTE NO CAOS

NUNCA CRESCE DURANTE MUITO TEMPO

ESTIOLA E MORRE FORA DO CAOS

SÓ FLORESCE NA ANARQUIA QUE IRMANA OS HOMENS E DESTRÓI AS SUAS SOCIEDADES

NÃO HÁ SOCIEDADES EM LIBERDADE

APENAS INDIVÍDUOS

domingo, 19 de diciembre de 2010

Vamos vamos vamos, vamos adelante..

y q muera el imperialismo yanki

viva el EZLN viva el ejercito zapatista de liberacion nacional

viva MEXICO

viva LA REVOLUCION

hasta la victoria (hasta qué?)

ticolalo

vamos vamos vamos, vamos adelante


resistencia...muchachos de mierda


A morte é nosso destino
descoberta a altura
na Curva certa Enterro
Subida da prematura
Imperturbável fronteira
Navegando a ré (pois nisto da ré, não posso ajudar)
Nunca se venderá o circo (quando os dias estiverem piores nunca se sabe)
Unnos tamos
Para a posterior em brados
nos ficamos
Porque um dia irados ficamos
Publicada por gonorreia norte-africana?

THE GRAPES OF WRATH ARE COMING

E NO DESFILE DAS MULTIDÕES DE DESERDADOS QUE CHEGARÃO NO NOVO ANO

A IRA FERMENTARÁ

E OS REGIMES CAIRÃO

MAS ZAPATA NÃO VOLTARÁ NOVOS PINOCHET'S AFRICANOS E ASIATICOS SURGIRÃO

E NOVOS MAHDI'S

jueves, 23 de septiembre de 2010

Y LAS UTOPÍAS SE CUMPLIRÁN...LIBERTAD?

Libertad es tu la sonrisa que se esfuma

El frio,caliente que se acerca
a poco la realidad que, embriagada de sueños,
muestra al cuerpo, a la mente,todo aquello de lo que carezco.
Despertar deseando que los ojos no obscurezcan
que el sueño proclame su victoria


Nada más que espacios blancos
veloz es el tiempo, tanto que no se reconocen los colores,
en la tristeza de ese paso veloz y cruel,
caigo en las manos del sueño, el que todo trae y detiene.

En él, despierto,
en el, muero,
en él, no hay fuego que consuma mi cuerpo,

en los suburbios de la mente, busco ocultarme.
Sin éxito, soy descubierto y despedazado por los sabuesos de la realidad.

A punto de ahogarme en mis manos,
recuerdo voces nocturnas, sonrío, y cierro